sexta-feira, 19 de março de 2010

PROJETO: “EU CUIDO, VOCÊ CUIDA E NÓS VIVEMOS”


Se nós, seres humanos, provocamos as mudanças ambientais globais, conseguiremos superar os problemas que elas trazem? (Ministério do Meio Ambiente, 2008)

O crescente problema de degradação ambiental, com conseqüências cada vez mais graves a um número cada vez maior de pessoas, levou a sociedade a preocupar-se com o assunto. O que fazer para mudar essa realidade? Nós conseguiremos reverter a situação? Entende-se hoje, que a educação é uma das possibilidades de formação de novos hábitos e de uma consciência ecológica, na tentativa de reverter ou amenizar o quadro de desequilíbrio instalado.

Em 1996 o MEC lançou no país os Parâmetros Curriculares Nacionais, ou PCNs, buscando oferecer a toda a nação uma proposta de orientação para os programas de Educação Fundamental. Como forma de complementação dessa orientação, em 1998 foram lançados os chamados temas transversais considerados de grande relevância social e pertinentes a todas as disciplinas devido ao seu caráter interdisciplinar. Dentre os cinco temas encontra-se o Meio Ambiente que tem orientado o trabalho nas escolas.

Por ocasião da Conferência Internacional Rio/92, cidadãos representando instituições de mais de 170 países assinaram tratados nos quais se reconhece o papel central da educação para a ‘construção de um mundo socialmente justo e ecologicamente equilibrado’, o que requer ‘responsabilidade individual e coletiva em níveis local, nacional e planetário’. E é isso o que se espera da Educação Ambiental no Brasil, assumida como obrigação nacional pela Constituição promulgada em 1988. (MEC, 1998, p181).

Todas as recomendações e tratados internacionais sobre o tema “Meio Ambiente”, evidenciam a importância atribuída por lideranças de todo o mundo para a Educação Ambiental como meio indispensável para conseguir criar e aplicar formas cada vez mais sustentáveis de interação sociedade/natureza e soluções para os problemas ambientais.

O Ministério do Meio Ambiente, em parceria com o Ministério da Educação, lançou a Conferência Nacional Infanto-Juvenil, com um material de suporte voltado à pesquisa e ao debate, nas escolas, com o objetivo de formar hábitos sociais para as mudanças globais que podem ajudar na melhoria do meio ambiente e consequentemente da qualidade de vida das pessoas.

Evidentemente, a educação sozinha não é suficiente para mudar os rumos do planeta. Mas certamente, é condição necessária para isso, pois a formação de cidadãos atuantes na preservação do meio ambiente começa desde a sua infância.

Com esse entendimento a Escola Odorico Leocádio da Rosa se propõe desenvolver o Projeto “Eu cuido, você cuida e nós vivemos.”, no qual será envolvida toda a comunidade escolar com o objetivo de agir de forma conjunta por uma causa comum. Atitudes e comportamentos individuais não terão a força necessária para atuar no sentido das mudanças que se fazem necessárias. Cuidar do meio ambiente é responsabilidade de todos e a escola é um local favorável ao processo holístico na educação ambiental.


2.OBJETIVOS

2.1.GERAIS

1- Contribuir para a formação de cidadãos conscientes, aptos a decidir e atuar na realidade socioambiental de um modo comprometido com a vida, com o bem-estar de cada um e da sociedade;

2- Reconhecer que os conhecimentos científicos podem ajudar a solucionar os problemas enfrentados na realidade;

3- Identificar-se como parte integrante da natureza e sentir-se efetivamente ligados a ela, percebendo os processos pessoais como elementos fundamentais para uma atuação criativa, responsável e respeitosa em relação ao meio ambiente.

2.2.ESPECÍFICOS

1 – Analisar o meio onde vive para detectar as causas dos problemas enfrentados e buscar alternativas de solução;

2 – Conhecer e identificar as doenças causadas pelo lixo, quando esse é exposto nas ruas, jogado nos rios, ou depositado em lixões próximos às casas;

3 – Compreender que a arte é uma forma de comunicação que expressa sentimentos e pode ajudar na reflexão sobre a realidade;

4 – Perceber, apreciar e valorizar a diversidade natural e sociocultural, adotando posturas de respeito aos diferentes aspectos e formas do patrimônio natural, étnico e cultural;

5 – Observar e analisar fatos e situações do ponto de vista ambiental, de modo crítico, reconhecendo a necessidade e as oportunidades de atuar de modo propositivo, para garantir um meio ambiente saudável e boa qualidade de vida;

6 - Adotar posturas na escola, em casa e em sua comunidade que os levem a interações construtivas, justas e ambientalmente sustentáveis;

7 - Compreender que os problemas ambientais interferem na qualidade de vida das pessoas, tanto local quanto globalmente;

8 – Compreender a necessidade e dominar alguns procedimentos de conservação e manejo dos recursos naturais com os quais interagem aplicando-os no dia-a-dia.

3.DESENVOLVIMENTO METODOLÓGICO

O Projeto “Eu cuido, você cuida e nós vivemos”, propõe um trabalho interdisciplinar envolvendo as várias áreas temáticas. A área de linguagem desenvolverá a produção textual de vários gêneros na divulgação dos resultados das observações, das pesquisas e dos conhecimentos construídos, por meio de reportagens, paródias, poesias e cartazes. A Matemática vai trabalhar com análise e divulgação dos dados colhidos. As Ciências Naturais vai contribuir para o domínio dos conhecimentos a respeito das doenças, suas causas, efeitos , conseqüências e prevenção. As Ciências Sociais ajudarão na compreensão dos problemas sociais causados pelo uso indevido dos recursos naturais e a importância da formação de pessoas engajadas na proteção ao meio ambiente.

Toda a comunidade escolar será envolvida na execução desse projeto, inclusive os pais que serão convidados a participar desde o lançamento do mesmo, das palestras, no desenvolvimento de algumas atividades e do encerramento com as apresentações dos resultados alcançados. O envolvimento de todos pode facilitar as mudanças necessárias no bairro e na sociedade como um todo.

Serão desenvolvidas palestras, atividades de pesquisa, caminhadas pelo bairro para observação da realidade e coleta de dados, análise e sistematização dos dados, estudos dos conteúdos pesquisados, oficinas de reciclagem e produção de artesanato com sucatas, o não desperdiço da água e da energia elétrica, a questão das queimadas tanto domésticas como em terrenos baldios e de matas, passeio ciclístico, Pit Stop com distribuição de panfletos para conscientização da comunidade e encerramento para a divulgação dos resultados.

Na comemoração do dia do estudante será promovida uma gincana do conhecimento, na qual serão abordados os assuntos pesquisados a respeito do tema e estudados pelos alunos.

O encerramento do projeto será promovido com a participação de toda a comunidade escolar, quando serão apresentados os resultados dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos como pesquisas, paródias, produções textuais, artesanatos de papel reciclado e de sucatas.

4.CRONOGRAMA

DATAS

ATIVIDADES

25/02 a 04/03/2010

Elaboração do Projeto

12/03/2010

Abertura do Projeto com palestra educativa para toda a comunidade escolar

13/03 a 31/03/2010

Teorização visando conscientização dos Educandos.

05/04 a 09/04/2010

Caminhada no bairro para observação das condições higiênicas e da coleta do lixo

12/04 a 30/04/2010

Pintura do muro da escola com temas do Meio ambiente, Fauna e Flora e plantio de árvores ao redor da escola.

19/04 a 30/04/2010

Sistematização das observações

03/05 a 14/05/2010

Passeio Ciclístico com os alunos da Escola para conscientização da comunidade escolar e do bairro.

17/05/ a 28/05/2010

Oficinas de reciclagem de papel

07/06/ a 18/06/2010

Lançamento do Jornal da Consciência Ambiental

21/06/ a 30/06/2010

Parada da consciência ambiental – Pit Stop entrega de panfletos e sacolas

01/07 a 15/07/2010

Visita ao aterro sanitário

19/07 a 02/08/2010

Recesso Escolar

03/08/ a 13/08/2010

Gincana dos Estudantes com atividades relacionados ao meio ambiente

16/08/ a 17/09/2010

Oficinas de Sucatas

20/09/ a 21/09/2010

Encerramento do Projeto com exposições dos trabalhos aberto a comunidade escolar.


6.AVALIAÇÃO

A avaliação será contínua durante o processo, verificando o interesse, a participação e o envolvimento dos envolvidos no projeto. Serão elaborados dois relatórios: um no meio do processo e outro depois do encerramento, quando os professores juntamente com a coordenação farão uma avaliação dos resultados. Os alunos serão orientados a observar as mudanças de comportamento dentro da escola e no bairro quanto aos cuidados com o meio ambiente.


7.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998;

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais Brasília: MEC/SEF, 1998;

BONOTTO, Dalva Maria Bianchini. Pensando e Repensando as Ações em Educação Ambiental.In: Mais que um desafio: uma conquista, Escola Ciclada de Mato Grosso, Série Subsídios nº 5. Cuiabá, 2002.

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente e Ministério da Educação. Mudanças ambientais globais: PENSAR + AGIR,. Água, Ar, Terra e Fogo. Brasília, 2008

ESTADO DE MATO GROSSO

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

ESCOLA ESTADUAL ODORICO LEOCÁDIO DA ROSA

RUA RIO GRANDE DO SUL N° 2640

BAIRRO NOVO HORIZONTE

CEP - 787000 - TELEFONE (66) 3421 – 1024


DIRETORA

MARIZA NAURIDES CRUVINEL DE OLIVEIRA

SECRETÁRIA ESCOLAR

MARIA IVA MIRANDA LAURENTINO

COORDENADORAS PEDAGÓGICAS

EULÁLIA VIEIRA DE MELLO

MARIA APARECIDA DA SILVA REIS

AUXILIAR DA COORDENAÇÃO

DELVAIR MARIA DAVID DE MORAES

ARTICULADORAS

IRENE FERREIRA DA SILVA CARVALHO

LENIR FÁTIMA HEINTZE

LÚCE LÉA LIMA TOMAZ

RONDONÓPOLIS – MT

2010


Nenhum comentário: