segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

II Seminário de Cáceres/MT

ENSINO DA ARTE: O DIÁLOGO DE DIFERENTES LINGUAGENS

Luciane Ribeiro Aporta
[1]
CEFAPRO – Rondonópolis/MT

Esta proposta pretende apresentar o diálogo do Ensino de Arte em diferentes linguagens, necessária para entender melhor as possibilidades de novas vertentes metodológicas, importantes para a atuação de quem ensina/aprende arte. Essa abordagem apresenta formas/produções artísticas, individuais e coletivas de distintas culturas e épocas, articulada ao contexto da sociedade moderna e contemporânea. Considerando a Escola um espaço para produção e apreciação do saber, como bem universal, onde a prática pedagógica deve proporcionar aos alunos oportunidades de mostrar suas atitudes e influências nas expressões, manifestações, do ser humano que expressou e interpretou o mundo pela linguagem da Arte. Toda linguagem é um modo singular do ser humano refletir num contexto significativo. Para alguns pensadores contemporâneos, a arte é vista como parte constitutiva das várias manifestações simbólicas de cultura, e no processo educacional o seu entendimento possibilitar ao professor o exercício da sua flexibilidade na articulação das linguagens, dos códigos e suas tecnologias, para além de das manifestação de sentimentos, forma de expressão, importante na formação do aluno e no universo curricular das escolas. O desafio é buscar o ponto de equilíbrio entre as diferentes abordagens, compreendendo inclusive as inter-relações entre ciência e Arte. Neste contexto o Ensino da arte contemporânea nos alerta sobre a necessidade de conhecermos as linguagens artísticas, na medida em que lida com a mistura das linguagens, se caracterizando pela diversidade de linguagens, apresentando as possibilidades de uso, ampliando as escolhas, estabelecendo diálogos com a contemporaneidade. O processo de ressignificação pessoal/profissional, das diferentes linguagens articulada ao processo de formação, permiti uma exposição do aprendizado e da metodologia para o Ensino da Arte na área do conhecimento: Linguagens,códigos e suas tecnologias, contribuindo para reflexão acerca da trajetória profissional e com as atitudes necessárias de entendimento e de possibilidades das práticas pedagógicas significativas da sala de aula, revelando a importante atuação de quem ensina e aprende arte.
Palavras Chaves: Ressignificação – Arte - Linguagens
[1] Mestre em Educação – Universidade Federal de Mato Grosso – lucianeaporta@gmail.com
Professora Formadora

Nenhum comentário: